quinta-feira, 8 de maio de 2008

... VERSÃO CRONISTA ...


Depois de por todos os pingos nos “is” da minha vida, e ainda procurando alguns que fugiram, o pequeno (eu), ao blog torna, aproveito para postar um texto que fiz que eu achei interessante...

Ser jovem, ter vinte e poucos anos, para muitos é uma delícia, um frescor como sentir a brisa suave da manhã mas, não passa de um paradoxo: sai da adolescência, entra-se na fase adulta.
Mães e pais não podem nos deter, entretanto, muitos, ainda moram com eles, dependem do dinheiro deles; o tilintar do sino da maturidade toca: é hora de você se virar, tomar as rédeas de sua vida, se cuidar. Pai e mãe não respondem mais pelos seus atos, adulto agora você é, faça o que quiser.
A sociedade os culpa, os pais, se o antes jovem hoje adulto se porta mal. “- Seus pais não lhe deram educação?” – bradam eles. Há jovens que enxergam além, sua visão é linear com o alvo no futuro. Os que têm condições de duas uma: agarram-na com força ou montam nas celas pátrias; os que condições não têm correm atrás e contornam o incomum de não virar estatística ou se conformam com o que deverá ser sua vida. O que vale é o que você cresceu, quer cobrar? Faça! Quer fazer? Tenha certeza! Quer ter certeza? Só sendo pensante, racional, humano, inteligente... Só sendo alguém que procura saber para ter certeza, ou buscar tal. Não deixe que ter vinte e poucos anos o torne menos que ninguém.


É ISSO AI! FUIX!

3 comentários:

thiago disse...

meus 20 anos passaram tão rápido que nem senti...

:: Mary Jane :: disse...

oiiii...Vim dexar minha marca!
Adorei seu blog!Vou te linkar no meu...espero que nao se importe!
bjoosss e depois me faca uma visita!

bjoo

(..

:: Mary Jane :: disse...

Ah!A respeito da sua cronica...
Eu custumo dizer que depois que vintei...parei de contar!!

Ahahhaaaaaaaaaaa

bjoo!