quinta-feira, 10 de abril de 2008

... VERSÃO INDICA ...




O segundo filme do diretor/escritor/protagonista de Hedwig and The Angry Inch, John Cameron Mitchell. Um grupo de novaiorquinos são mostrados na sua rotina baseada em arte, música, política e sexo. Nesse filme, ele desmistifica o sexo tornando-o explícito e mostrando várias cenas de orgias, menage, sadomasoquismo, sodomia e sexo em geral.
Um dos filmes mais belos que assisti, mesmo estranho e contundente, é uma obra prima, que fica rico em suas atuações. Personagens perfeitos, criações ímpares e diálogos ácidos... Uma ode ao amor e ao sexo... Mesmo com cenas explícitas o filme é lindo. Conta com uma história problemática, mas com amor.
SINOPSE:
Sofia (Sook-Yin Lee) é uma terapeuta de casais que nunca teve um orgasmo. Entre seus pacientes estão James (Paul Dawson) e Jamie (PH DeBoy), que mantém uma relação que começa a dar passos maiores. Há ainda Severin (Lindsay Beamish), uma dominatrix que mantém sua vida em segredo e não se abre para as pessoas. Eles se encontram regularmente no Shortbus, um clube underground onde arte, música, política e sexo se misturam.
Para os não caretas que não têm problemas em ver pênis, vaginas, cenas de sexo entre homens e não tenham vergonha de se emocionar...

Um comentário:

thiago disse...

ando querendo assistir esse filme... me deram um cd com vários filmes, incluindo "shortbus". cd, aliás, que nunca serei capaz de conseguir assistir, já que nunca dá certo. >.<